Estreia do Blog do Mengão

Coluna de estreia aqui no Digital Esportes e gostaria de agradecer o convite do meu amigo Júnior para poder falar sobre o esporte que tanto amo, com ênfase ao meu clube de coração.

Meu nome é Rafael Lima, sou advogado e credenciado a falar de Flamengo pelos 39 anos de torcedor que sou. E nada melhor para uma coluna de estreia que falar do grande jogo ocorrido na quarta-feira passada entre Flamengo e Grêmio.

O Flamengo mereceu ter saído com um resultado melhor, foi soberano em todo primeiro tempo. Foram dois gols anulados, sendo que o segundo gol estava na mesma linha, veja imagem abaixo.

Não existe imagem da Conmebol que mudará isso, dois jogadores na mesma linha.

A Conmebol escolheu para a partida um juiz caseiro, que na primeira etapa deu apenas faltas a favor do Grêmio, irritou os jogadores rubro-negros (Kannemann só recebeu o amarelo no final do jogo) e que não expulsou o Michel na agressão ao Gerson. Engraçada a atuação do PC de Oliveira, comentarista de arbitragem sempre tentando poupar o apitador.

Na segunda etapa o Grêmio equilibrou o jogo, fez o goleiro Diego Alves a fazer duas grandes defesas, mas por mais uma troca de bolas do Flamengo resultou no gol de cabeça do Bruno Henrique.

O Flamengo de Jorge Jesus aprendeu a cozinhar os adversários, as trocas de bola induzem o adversário a se movimentarem constantemente deixando buracos na defesa e o Mengo se aproveita muito bem disso.

Outro ponto que vale ressaltar é que o Flamengo sabe como joga o adversário, pontos fortes e pontos fracos e mesmo ofensivo fez uma marcação quase perfeita no melhor jogador do Grêmio, o Cebolinha quase não teve espaço para jogar.

Sabiam que o ponto fraco da defesa do Grêmio era seu lado direito com David e Galhardo e minaram aquele ponto como faz um boxeador ou lutador de MMA faz com seu adversário, mexendo com o lado psicológico dos defensores.

O gol do Grêmio foi resultado de uma desatenção coletiva, podendo qualquer defensor do Flamengo ter feito uma falta grosseira para que o Filipe fosse atendido e substituído. Não vou falar que faltou fair play, mas no primeiro tempo o juiz parou um lance por falta no Diego Tardelli, que estava caído em campo para ser atendido e no mesmo segundo tempo parou outro lance no choque de cabeça entre Arão e Alisson.

Os clubes irão se reencontrar daqui algumas semanas onde o palco deverá ser o Maracanã e como toda conversa de bar sobre futebol vou deixar algumas perguntas a vocês:

O Flamengo deveria poupar atletas nas próximas rodadas do campeonato brasileiro como faz o Grêmio?

Você acha que o VAR prejudicou o Flamengo?

Por que na transmissão da Rede Globo o comentarista de arbitragem se preocupou mais em poupar a arbitragem do que falar dos erros do árbitro?

Por fim, agradeço novamente o convite e pretendo pelo menos por duas vezes na semana falar de Flamengo, futebol, resenha dos jogos, e torcendo para que tenham gostado da coluna, como de todo conteúdo do Digital Esportes.

Notícias do Mengão

Bruno Henrique está fora da decisão da Recopa Sul-Americana

O Flamengo terá uma baixa importantíssima para a segunda partida da decisão da Recopa Sul-Americana. No início da tarde desta quarta-feira, o Rubro-Negro divulgou...

Flamengo e Independiente del Valle decidem o título da Recopa SUl-Americana

Flamengo e Independiente del Valle voltam a se encontrar nesta quarta-feira na partida que decidirá o campeão da Recopa Sul-Americana de 2020. O confronto,...

Arão destaca vantagem do Maracanã e Flamengo acostumado com finais

O Flamengo pode conquistar seu terceiro título em dez dias nesta quarta-feira. O Rubro-Negro decidirá o título da Recopa, que reúne o campeão da...