Líder de organizada do Sporting revela que hino do Corinthians inspirou protestos

Duas faixas de protesto da torcida do Sporting, de Portugal, chamaram atenção na derrota para o Benfica, na última sexta-feira. Os dizeres “teu passado é uma bandeira” e “teu presente é uma lição” apareceram no meio da organizada chamada “Torcida Verde”, referenciando o hino do Corinthians.

Em entrevista ao portal Goal.com, Luís Carlos Repolho, um dos líderes do grupo, explicou que a influência do trecho não foi coincidência. “São dizeres fortíssimos, nos identificamos com isso. O hino é mesmo uma lição para nós. É espetacular, é inspiração pura. O Sporting é um clube de guerra”, afirmou.

Apesar de estar em 4º na tabela do Campeonato Português, os Leões Verdes não atravessam um bom momento. A equipe não vence a liga desde a temporada 2001/02, e há tempos vive um conturbado processo político, que se iniciou com a eleição de Frederico Varandas para a presidência do clube, em setembro de 2018.

“Infelizmente, o futebol agora é um negócio. Nos últimos 20 anos, os clubes tradicionais foram capturados por interesses de fora. O futebol é do povo, todo o resto é parasita”, ressaltou Luís Carlos Repolho.

Um detalhe pode causar estranheza ao torcedor. As cores do Sporting são idênticas as do Palmeiras, rival do Corinthians em solo brasileiro. A semelhança, porém, não é problema para Luís. “Somos internacionalistas. Não estamos nem aí para as cores. E daí que o Corinthians é preto e o Palmeiras e o Sporting são verdes? Nos identificamos com todos, só não andamos com fascistas, racistas e nazistas. De resto, o futebol é festa”, disse.

Essa não foi a primeira homenagem da Torcida Verde à uma equipe brasileira. Em outubro de 2019, em parceria com a Dragões da Real, grande organizada do São Paulo, foi feita uma faixa com a camisa 01 de Rogério Ceni, reverenciando ídolos com grandes passagens pelos times. Na época, Rui Jordão, angolano histórico do Sporting nos anos 80, havia acabado de falecer.

Fonte: Gazeta Esportiva

Blog do Timão